sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Adventus

Eu tenho toda a idade do tempo,
conheço a biografia da vida e
sei sobre o mundo e a origem
de tudo.

Do fim de todos eu sou o advento.

Eu sou a morte,
o passado acusador
que te culpa pela
memória, sou eu a
sorte do destino
buscando encontrar
diamantes por entre
escombros e escórias.

Sou Jesus sendo Judas,
sendo Judas fui Jesus,
sou prego, madeira,
sou sólida cruz.

Aquela ajuda que tua
recusa sempre quis.

...e para toda satisfação
fátua que governa cada
existência,
s o u  s i n c e r a m e n t e
uma tristeza feliz.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Advertências ao espelho

Eu,
se fosse você
não seria eu.
Seria eu
se fosse você.

Se não fosse eu
o eu que sou,
não haveria
você, porém
você, sendo
o reflexo do
que sou, sou
eu...sendo você.

Enfim o Fim e Afins

Nós sobreviveremos até a chegada
da hora da nossa morte.

Eu queria ir me antes.

Acho deprimente ficar
para presenciar o fim.

O fim, meus fins.

Intempérie

O silêncio produziu um
documentário sobre mim
intitulado "Sobre algo que
não aconteceu".

É sobre versos dispersos,
diversos e demasiados tolos.

É sobre a poesia que nunca
de fato chegou a ser, que tão
pouco foi e que, resiliente,
certamente ainda é.

O silencio termina dizendo
que aquele que aprendeu a andar
correndo, para descansar
caminha. Pois é, mas o que isso
quer dizer, nem Zaratustra
adivinha.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Quimera

Se o mundo fosse perfeito
Deus seria um luthier e
eu um violoncelo.
Minha alma uma musicista,
a vida uma ópera,
minha família uma orquestra
e minha religião a música.

Soneto

Há ruídos arruinados,
não há mais som,
não existem mais fonemas:
há ruínas no áudio.

No mundo não há
mais barulho, contudo,
ainda ouve-se o pulso
do tempo a tiquetaquear.

Não há mais musica
senão os mudos lábios
do silêncio a assobiar

a contracultura do vácuo,
é a melodia do nada,
a ausência de tudo a soar.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Sit et erit

O passado foi eu,
fui eu!
Eu que no presente
não existo ainda,
eu, que no futuro,
o último que me resta,
serei o único a ter
em meus fosseis a
confirmação de que
realmente fui eu,
foi eu!